Aferição dos efeitos em nível físico-biológico mediante aplicação da Melolística em jovens de 18 a 25 anos
Admeasurement the effects on physical and biological level by applying the Melolística with young people from 18 to 25 years old

Juliane Fiorezi, Horácio Shigueru Chikota

Resumo


Relata-se, neste artigo, a pesquisa que assumiu como escopo a realização da aferição e apresentação dos efeitos no metabolismo celular antes e depois de duas sessões de Melolística realizadas com jovens de 18 a 25 anos de idade. O instrumento de coleta de dados foram elaborados em base aos efeitos do Nível I – sanidade, apontados no Manual de Melolística, e visaram medir: a) o nível do metabolismo celular por meio da análise de amostras citológicas do epitélio bucal coletadas em 4 aferições (antes, 12 horas após, 24 horas depois e 7 dias depois da aplicação da Melolística). Foram realizadas duas sessões de Melolística, sendo 10 participantes na primeira sessão e 5 na segunda sessão. Constituindo-se como um projeto de pesquisa piloto, os resultados foram promissores indicando alterações positivas em nível celular. Como pontos de adequação para o prosseguimento do estudo, propõe-se a inclusão de um número maior de sujeitos, bem como o acompanhamento por um período maior de tempo, inserindo um maior número de sessões de Melolística no período estudado. Esses ajustes permitirão a realização de uma pesquisa com os resultados demonstrados estatisticamente e em caráter longitudinal. Propõe-se ainda que a coleta de dados seja feita em caráter multiprofissional para garantir maior acuidade nos dados aferidos.

Palavras-chave


Melolística, Música, Ontopsicologia, Metabolismo celular.

Texto completo:

PDF

Referências


BENENZON, Roland. La nueva musicoterapia. Buenos Aires: Lumn, 1998.

BRUSCIA, Keneth. Definindo Musicoterapia. 2.ed. Rio de Janeiro: Enelivros, 2000.

DANDER, Bundhilde. O cérebro viscerotônico e a intuição. In: Psicologia Empresarial. In: MENEGHETTI, Antonio. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editora Universitária, 2013.

FISCHER, Ernest. A necessidade da Arte. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1987.

HALL, John Edward. Tratado de fisiologia médica. 12.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

HULLEY, Stephen B. Delineando a pesquisa clínica. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, 2015. 386p.

MACKEY, Alison; GASS, Susan. Second Language research: methodology and design. London: Lawrence Erlbaum Associates, 2005. 405p.

MENEGHETTI, Antonio. A Psicologia do Líder. 4. ed. Recanto Maestro: Ontopsicologica Editrice, 2008.

¬¬______. Campo Semântico. 4. ed. Recanto Maestro, RS: Ontopsicológica Editora Universitária, 2015.

¬¬______. Dicionário de Ontopsicologia. 2. ed. rev. atual. Recanto Maestro, RS: Ontopsicológica Editora Universitária, 2012.

¬¬______. Fisicidade e Ontologia: A relação crítica entre física nuclear e Ontopsicologia. Recanto Maestro, RS: Ontopsicológica Editora Universitária, 2015b.

¬¬______. Manual de Ontopsicologia. 4.ed. Recanto Maestro: Ontopsicológica Ed., 2010. 520p.

¬¬______. Manual de Melolística. 2.ed. Recanto Maestro, RS: Ontopsicologica Editrice, 2005. 276p.

¬¬______. Ontopsicologia Clínica. 4.ed. Recanto Maestro, RS: Ontopsicológica Editora Universitária, 2015c. 421p.

PENNA, Maura. Educação musical e educação integral: a música no Programa Mais Educação. Revista Abem, vol. 19, n. 25, 2011. Disponível em: < http://www.abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaabem/index.php/revistaabem/article/view/197>. Acesso em: 20 de maio de 2016.

PORTUGAL, Mariana da Costa et al. Educação integral e educação do corpo na obra de Anísio Teixeira. Revista Currículo sem Fronteiras. v. 15, n. 2, p. 527. maio/ago. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio 2016

ROSENFIELD, Katherin H. Estética. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.

SILVA, Jandilson Avelino et al. Revisão sobre o processamento neuropsicológico dos atributos tonais da música no contexto ocidental. Revista Psicologia Latinoamericana [online]. 2013, vol.31, n.1, pp. 86-96. ISNN 1794-4724. Disponível em: < http://www.scielo.org.co/pdf/apl/v31n1/v31n1a07.pdf>. Acesso em: 20 maio 2016.

SMITH, Maristela. Cognição musical x Identidade Sonoro-Musical. Biblioteca de musicoterapia. 2010. Disponível em . Acesso em 20 maio 2016

SPENCE, Alexander P. Anatomia humana básica. 2.ed. São Paulo: Manole, 1991.

VIDOR, Alécio. Opinião ou Ciência: tecnologia x vida. Recanto Maestro, São João do Polêsine: Ontopsicológica Editora Universitária, 2014.

WOITUSKI, Melyssa. Experiência Estética e aprendizagem musical em musicoterapia a partir do método Orff. Anais Simpósio de Estética e Filosofia da Música – SEFIM – URGS. Porto Alegre, v.1, n.1, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 16. 2003




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2016v6n8.148

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.