Inovação em processos: uma empresa metalmecânica analisada sob a ótica da teoria dos sistemas e da teoria da complexidade
Innovation in processes: A metalworking company analyzed from the perspective of systems theory and complexity theory

João Carlos Parcianello, Marcos Paulo Dhein Griebeler

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar a inovação em processos na empresa metalmecânica denominada Fábrica de Secadores, Classificadores e Elevadores Ltda. (FASCE). A empresa e suas inovações em processo foram analisadas por intermédio da teoria dos sistemas e da teoria da complexidade, denominadas simplesmente por sistemas abertos complexos, expostas inicialmente no referencial teórico. A ênfase dada ao tratamento da informação, principalmente por meio de um gatekeeper, potencializa o desenvolvimento de inovações em processo na empresa. O entendimento de que as partes do sistema se relacionam entre si, com o próprio sistema e este com outros sistemas – sistema aberto – desvenda uma série de interações complexas, as quais permitem a sobrevivência e o desenvolvimento da empresa, da mesma maneira que um sistema vivo. As inovações em processo na empresa FASCE propiciam um eficiente desenvolvimento empresarial, pois auxiliam a torná-la competitiva.

Texto completo:

PDF

Referências


AGDI. Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento. Disponível em: . Acesso em 30 Set 2015.

ALENCAR, Eunice M. L. Soriano de. A gerência da criatividade. São Paulo: Makron Books, 1996.

ALMEIDA, Maria da Conceição de. A ciência como bifurcação: uma homenagem a Ilya Prigogine. Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia, Porto Alegre, v. 1, n. 23, 2006.

AMARAL FILHO, Jair do. A endogeneização no desenvolvimento econômico regional e local. Planejamento e Políticas Públicas, n. 23, 2009.

BESANKO, D. RANOVE, D. SHANLEY, N. SCHAEFER, S. A economia da estratégia. 5. Ed. São Paulo: Bookman, 2000.

BORGES, Pedro Augusto Pereira. Modelagem dos processos envolvidos nos sistemas de secagem e armazenamento de grãos. Porto Alegre: UFRGS, 2002. 112f. Tese de Doutorado (Doutorado em Engenharia). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.

BURRELL, Gibson. MORGAN, Gareth. Sociological paradigns and organizational analysis. London: Heinemann, 1979.

CAPRA, Fritjof. EICHEMBERG, Newton Roberval. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sitemas vivos. São Paulo: Cultrix, 2006.

CAREGNATTO, Rita Catalina. MUTTI, Regina. Pesquisa Qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 15, n. 4. p. 678-684. 2006.

CHANEY, P. K. DEVINNEY, T. M. New product innovation and stock price performance. Journal of Business Finance & Accounting, v. 19, n. 5, p. 677-685, 1992.

DELORENZO, Antônio. Sociologia aplicada à administração. São Paulo: Atlas, 1973.

DUTRA, J. C. N. PARCIANELLO, J. C. FRICKE, L. N. HARTFELDER, T. E. In: GRIEBELER, Marcos Paulo Dhein. SIEDENBERG, Dieter Rugard. Projeto Extensão Produtiva e Inovação – PEPI (Ano II): novos relatos e contínuos desafios para o desenvolvimento do noroeste colonial do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Conceito, 2015.

FASCE. Fábrica de Secadores, Classificadores e Elevadores Ltda. Disponível em: . Acesso em: 02 jun 2015.

GOMES, Fabrício Pereira. ARAÚJO, Richard Medeiros de. Pesquisa quantiqualitativa em administração: uma visão holística do objeto de estudo, v. 8. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2005.

JOBS, Steve. In: ISAACSON, Walter. Steve Jobs: a biografia. Tradução de Gerilo Vargas, Denise Bottmann e Pedro Maia Soares – São Paulo: Companhia das letras, 2011.

KAST, Fremost E. ROSENZWEIG, James E. Organização e administração: um enfoque sistêmico. São Paulo: Pioneira, 1992.

KOTLER, Philip. KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

LEMOS, Cristina in LASTRES, Helena M. M., ALBAGLI (organizadoras). Informação e globalização na era do conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

MACEDO, Tania Marta Barbosa. Redes informais nas organizações: a congestão do conhecimento. Ciências da informação, Brasília, v. 28, n. 1, p. 94-100, 1999.

MADEIRA, Luciana Fernandes. Considerações sobre filologia e história nas primeiras obras de Friedrich Nietzsch. Cadernos do Conselho Nacional de Linguística e Filosofia (CNLF), Rio de Janeiro, v. 11, n. 5, p. 50-58. 2008.

MAGNANI, Sandro. Produção e beneficiamento de sementes de soja na COAMO – unidade de Santo Antônio, Mangueirinha – PR. Pelotas: UFRGS, 2009. 35f. Dissertação de Mestrado (Pós Graduação em Ciência e Tecnologia de Sementes). Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2009.

MALINVAUD, Edmond. Regard d’um ancien sur les nouvelles théories de la croissance. Revue économique, v. 44, n. 2, p. 171-188, 1993. Disponível em: < http://www.persee.fr/doc/reco_0035-2764_1993_num_44_2_409447>. Acesso em 30 Set 2015.

MAÑAS, Antonio Vico. Gestão de tecnologia e inovação. São Paulo: Érica, 2001.

MENDONÇA, J.R.C. Interacionismo simbólico: uma sugestão metodológica para a pesquisa em administração. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, ed. 26, v. 8, n. 2, mar-abr. 2002.

MORGAN, Gareth. Imagens da Organização. Tradução Cecília Whitaker Bergamini e Roberto Coda. São Paulo: Atlas, 1996.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2014.

MORIN, Edgar. Introdução ao pensamento complexo. tradução do francês Eliane Lisboa. Porto Alegre: Sulina, 2006

MORIN, E. Ciência com consciência. Tradução de Maria D. Alexandre e Maria Alice Sampaio Dória. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

NAVEIRA, Rubens Bauer. Caos e complexidade nas organizações. Revista de Administração Pública, v. 2, n. 5, p. 69-80, 1998.

OCDE. Manual de Oslo: OECD proposed guidelines for collecting and interpreting technological innovation. Paris. 2005.

PIERSON, Donald. Teoria e pesquisa em sociologia. São Paulo: Melhoramentos, 1973.

PRIGOGINE, Ilya. STENGERS, Isabele. Entre o tempo e a eternidade. Tradução do francês Roberto Leal Ferreira. São Paulo. Companhia das letras, 1992.

REISDOERFER, Jonas Cassiano. Beneficiamento, análise e tratamento de sementes de soja e trigo na empresa Bocchi Agronegócios. Florianópolis: UFSC, 2012. 54f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

REZENDE, Eunice, et al. Aplicação dos conceitos da teoria das restrições ao processo produtivo de uma indústria de doces: um estudo de caso. IX SEGET: Resende, 2012.

ROSSI, George Bedinelli. SERRALVO, Francisco Antonio. JOAO, Belmiro Nascimento. Análise de conteúdo. Revista de Marketing. V. 13, n. 4, p. 39-48, 2014.

SAENZ, Tirso W. CAPOTE, Emílio García. Ciência, inovação e gestão tecnológica, Brasília: CNI/IEL/SENAI, ABIPTI, 2002.

SEBASTIÃO, Carlos Roberto. Operações de máquinas de caldeiraria. Vitória: Senai, 1996.

SERVA, Maurício. O paradigma da complexidade e analise organizacional. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 32, n. 2, p. 26-35, abr./jun. 1992.

SIEDENBERG, Dieter Rugard. In: SIEDENBERG, Dieter Rugard. Desenvolvimento sob múltiplos olhares. Ijuí: Unijuí, 2012.

SILVA, Antonio Carlos Teixeira da. Inovação: como criar ideias que geram resultados. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2003.

SCHUMPETER, Joseph A. Teoria do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1959.

TABOADA, Carlos. Gestão da tecnologia e inovação na logística. Curitiba: IESDE, 2009.

TIDD, Joe. BESSANT, John. PAVITT, Keith. Gestão da inovação. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

TIDD, Joe. Innovation management in context: environment, organization and performance. International Journal of Management Reviews, v. 3, n. 3, p.169-183, 2001.

TROUT, Jack. Diferenciar ou morrer. São Paulo: Futura, 2000.

WHEATLEY, Margaret. J. Liderança e a nova ciência. São Paulo: Cultrix, 1999.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2016v6n9.166

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/legalcode

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.