Diversidade cultural: desafios para o desenvolvimento de lideranças globais

Fernando Zeni Alvarenga, Raquel Prá, Jhony Pereira Moraes, Maurício Gregianin Testa

Resumo


As mudanças advindas da internacionalização das organizações trouxeram diversos desafios para as áreas de recursos humanos como a dispersão geográfica das equipes e a necessidade de desenvolver líderes globais. Com base neste contexto, o objetivo do presente estudo de caso é identificar diferenças culturais entre indivíduos de diferentes nacionalidades (americanos, brasileiros, indianos e malaios) que compõem uma equipe distribuída globalmente de uma empresa de TI. O instrumento utilizado para a análise engloba o modelo de quatro dimensões proposto por Hofested (2001).  Por meio deste levantamento buscou-se demonstrar os desafios vivenciados por líderes globais para gerir a diversidade cultural mantendo a efetividade organizacional e a importância de inclusão deste tema pela área de recursos humanos nos programas de desenvolvimento de lideranças globais. Foi possível concluir através do estudo, que competências como mente aberta, sensibilidade global, empatia, aceitação da complexidade e suas contradições, comunicação intercultural e abertura são essenciais para atuar neste contexto.

 

Palavras-chave: Liderança global. Diversidade cultural. Internacionalização


Texto completo:

PDF

Referências


AGUZZOLI, R.. L.; LENGLER, J. F. B.; MANFREDINI, V. O estágio de internacionalização e sua influência sobre a gestão de pessoas. Anais do XXXI ENANPAD, Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

ALVARENGA, F. Z. Os efeitos da cultura nacional no desenvolvimento de sistemas de informação em equipes globalmente distribuídas. Porto Alegre: PUCRS, 2015. Dissertação (Mestrado em Administração e Negócios) Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2015.

AMAGOH, F. Leadership development and leadership effectiveness. Management Decision, v. 47, n.6, p. 989-999, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BASS, B.; BASS, R. Concepts of Leadership. In: BASS, Bernard M; BASS, Ruth. The Bass Handbook of Leadership: Theory, Research & Managerial Applications. 4th ed. New York: Free Press, 2008.

BLACK, J.S.; MENDENHALL, M.; ODDOU, G. Toward a Comprehensive Model of International Adjustment: An Integration of Multiple Theoretical Perspectives. Academy of Management Review, v.16, n.2, p.291-317, 1991.

CALIGIURI, P.; TARIQUE Developing Global Leaders. Human Resource Management Review, v.16, p. 219-228, 2006.

CALIGIURI, P.; TARIQUE, I. Predicting effectiveness in global leadership activities. Journal of World Business, v.44, p. 336-346, 2009.

COX, T. Cultural diversity in organizations: theory, research and practice. San Francisco: Berrett-Koehler Publishers, 1994.

DONATO, R. A. Cultura nacional e o desenvolvimento de software em times globalmente distribuídos. Porto Alegre: PUCRS, 2013. Dissertação (Mestrado em Administração e Negócios) Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2013.

DUTRA, Joel Souza. Competências. São Paulo: Atlas, 2004.

FLEURY, M. T. L. Gerenciando a diversidade cultural: experiências de empresas Brasileiras. Rev. adm. empresas, v. 40, n. 3, p. 18-25, 2000.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6ª edição. São Paulo: Atlas, 2010.

HOFSTEDE, G. Culture's Consequences: Comparing Values, Behaviors, Institutions and Organizations Across Nations. 2ª Ed. Thousand Oaks, CA: Sage, 2001.

HASSANZADEH, M.; SILONG, A. D.; ASMUNI, A.; WAHAT, N. W. A. Global leadership competencies. Journal of Educational and Social Research, v.5, n.2, 2015.

JOKINEN, T. Global leadership competencies: a review and discussion. Journal of European Industrial Training, v. 29, n. 3, p. 199-216, 2005.

LESKIW, S.; SINGH, P. Leadership development: learning from best practices. Leadership & Organization Development Journal, v. 28, n. 5, p. 444-464, 2007.

LINEHAN, M.; SCULLION, H. Repatriation of European female corporate executives: an empirical study International Journal of Human Resource Management. Vol. 13, n. 2, march, p. 254-267, 2002.

MENDENHALL, M. E. Leadership and the birth of global leadership. In: MENDENHALL, M. E; OSLAND, J.S; BIRD, A.; ODDOU, G. R.; MAZNEVSKI, M. L.; STEVENS, J. S.; STAHL, G. K. Global Leadership: research, practice, and development. 2 ed. London: Routledge, 2013.

RUAS, R. Gestão por competências: uma contribuição à estratégia das organizações. In: Aprendizagem e competências organizacionais. Porto Alegre: Bookmann, 2005.

SCHEIN, E. The corporate survival guide. San Francisco: Jossey-Bass, 2009.

SCULLION, H. Staffing policies and strategic control in British multinationals. International Studies of Management and Organization, vol. 4, n. 3, p. 18-35, 1994.

STEVENS, M. J.; ODDOU, G.; FURUYA, N.; BIRD, A.; MENDENHALL, M. HR factors affecting repatriate job satisfaction and job attachment for Japanese managers. International Journal of Human Resource Management. Vol. 17, n. 5, may, p. 831-841, 2006.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e métodos. Petrópolis: Bookman, 2010.

ZARIFIAN, P. Objetivo Competência: por uma nova lógica. São Paulo: Atlas, 2001.




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2018v8n12.257

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.