DIFERENTES FORMAS DE VER O DINHEIRO: A ÓTICA DOS JOVENS QUE VÊM ESTUDAR EM SANTA MARIA

Cláudia Lunardi, Luis Felipe Dias Lopes, Juciéle Fátima Coradini, Jonathan Saidelles Corrêa, Damiana Machado de Almeida

Resumo


A conversibilidade que o dinheiro possibilita, torna-o um objeto universal, presente em todos os momentos da vida econômica cotidiana, representando parte significativa da vida social (MOREIRA, 2000). Assim, neste trabalho, busca-se entender o comportamento financeiro dos jovens que se mudaram para estudar em Santa Maria, RS. O estudo se caracteriza como uma pesquisa descritiva e quantitativa, tendo como amostra a população de jovens naturais de cidades distintas de Santa Maria que frequentam cursos de graduação, utilizando questionários baseados na Escala de Significado do dinheiro, de Schwartz (1992) e adaptada por Moreira (2000). Foram obtidos 500 questionários sendo utilizada a Análise Fatorial e a Modelagem de Equações Estruturais na análise dos resultados. Os resultados estão relacionados aos 10 fatores da escala: conflito, poder positivo, progresso, prazer, cultura, poder negativo, desapego, sofrimento, generosidade e estabilidade. A maior média foi apresentada pelo fator ‘estabilidade’ (3,84), enquanto a menor média foi relacionada ao fator ‘sofrimento’ (2,68).


Palavras-chave


Dinheiro; Jovens; Finanças Comportamentais; Administração; Psicologia

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, P. B. Uma investigação sobre o efeito disposição. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

CARNEIRO, A, R. V; FRANCO; BARBIÉRI, E. S. F. Representações sociais de estudantes universitários sobre dinheiro. Psicologia da Eduacação, Papsic, ed.43, São Paulo, 2016

DIAS, M. M. Moda e mercado do olhar. In: ZILIOTTO, D.M. (org). O consumidor: objeto da cultura. Petrópolis,Vozes, 2003.

FACHIN, O. Fundamentos de metodologia. 5. ed. São Paulo, Saraiva, 2006.

FERREIRA, J.C. A importancia da educação financeira pessoal para a qualidade de vida. Caderno de Administração v.1 Ano 2017.

FURNHAM, A Attitudinal correlates and demographic predictors of monetary beliefs and behaviours. Journal of Organisational Behavior, 17(4), p.375-388, 1996.

GUDIN, E. Princípios de economia monetária. 5. ed. Rio de Janeiro: Agir, 1965.

HAIR, Jr. J. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. Fundamentos de Métodos de Pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HAYES, M. G. The liquidity of money. Cambridge Journal of Economics, 2018.

LYNN, R., YAMAUCHI, H.; TACHIBANA, Y. Attitudes related to work of adolescents in the United Kingdom and Japan. Psychological Reports, 68(2), p.403-410, 1991.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed., São Paulo: Atlas, 2010.

MOREIRA, A. S. Valores e dinheiros: um estudo transcultural da relação entre prioridades de valores e significado do dinheiro para indivíduos. Tese de doutorado não-publicada, Universidade de Brasília, Brasília, 2000.

MOREIRA, A. S. Dinheiro no Brasil: Um estudo comparativo do significado do dinheiro entre as regiões geográficas brasileiras. Revista Estudos de Psicologia, v.7, n.2, 2002.

OLIVEIRA, J. N; MONTIBELER, E.E. Finanças comportamentais: um estudo sobre a aversão a perda na tomada de decisão. Revista Eletrônica Estácio Papirus, v.4, n.2, p. 147-162, 2017.

PORTO, J. B.; TAMAYO, A. Escala de Valores Relativos ao Trabalho - EVT. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Brasília, v. 19, p. 145-152, 2003.

ROSA I. R, MILANI, B. Significado do Dinheiro: Um Estudo Sobre o Comportamento de Estudantes de Nível Superior. RAIMED - Revista de Administração IMED, 2015.

SCHWARTZ, S. H. Universals in the content and structure of human values: theoretical advances and empirical tests in 20 countries. Advances in experimental social psychology. Orlando, F.L. Academic, v. 25, p. 1-65, 1992.

SCHWARTZ, S. H.; BILSKY, W. Toward a Universal Psychological Structure of human values. Journal of Personality and Social Psychology, n. 53, p. 550-562, 1987.

SMITH, A. An Inquiry into the Nature and Causes of the Wealth of Nations. New York, NY: Modern Library, 1937.

TVERSKY, A.; KAHNEMAN, D. Judgment under Uncertainty: Heuristics and Biases. Science, 1974.

TVERSKY, A.; KAHNEMAN, D. Prospect theory: an analysis of decision under risk. Econometrica, New York, v. 4, n. 2, p. 263-291, 1979

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 3. ed. São Paulo, Atlas, 2000.

WEATHERFORD, J. M. A história do dinheiro. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2020v10n16.429

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.