Características de publicações nacionais sobre Síndrome de Burnout

Jonathan Saidelles Corrêa, Luis Felipe Dias Lopes, Lucas Veiga Ávila, Lúcia dos Santos Albanio, Damiana Machado de Almeida

Resumo


A exaustão física e psicológica aliada ao estresse permanente no trabalho tende a conduzir ao desenvolvimento de doenças laborais, como a Síndrome de Burnout. Neste contexto estão inseridas principalmente aquelas profissões que presumem cuidados com pessoas, como enfermeiros, policiais, agentes penitenciários e docentes. Desse modo, o objetivo deste artigo é demonstrar o panorama das publicações sobre Burnout no contexto nacional na última década (2007-2016). Para isso, foram evidenciadas as principais características relacionadas ao tema, no que tange: área temática; distribuição de publicações por ano; autores; e fontes. O método utilizado foi a bibliometria, com característica descritiva e abordagem quantitativa, utilizando como fonte de dados a Base SciELO – Scientific Electronic Library Online. Analisou-se um total de 169 publicações, constatando-se que: a área de conhecimento de maior impacto foi a Enfermagem; o ano que mais ocorreu publicações foi o de 2014; o autor com maior número de registros foi Telma Ramos Trigo; a fonte mais relevante foi a Revista Latino-Americana de Enfermagem. Os resultados desta pesquisa possibilitam contribuir com o cenário acadêmico e empresarial, tendo em vista que auxiliam pesquisadores e gestores a compreendam o comportamento do tema no cenário nacional.


Palavras-chave


comportamento organizacional; burnout; estresse; bibliometria.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Klayne L. et al. Estresse ocupacional e Síndrome de Burnout no exercício profissional da psicologia. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 22, n.2, Brasília. 2002.

ALEXOPOULOS, Evangelos C. et al. Exploring Stress Levels, Job Satisfaction, and Quality of Life in a Sample of Police Officers in Greece. Safety and Health at Work, v. 5, n. 4, p. 210-215. 2014.

ARAÚJO, Carlos A. A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, v. 12, n. 1, p. 11-32. 2006.

ÁVILA, Lucas V. et al. Características das publicações sobre Empreendedorismo (Social) no Web of Science no período 2002-2011. Administração Pública e Gestão Social, v. 6, n.2, p. 88-100. 2014.

BAKKER, Arnold B.; DEMEROUTI, Evangelia. La teoría de las demandas y los recursos laborales. Journal of Work and Organizational Psychology, v. 29, p. 107-115. 2013.

BENEVIDES-PEREIRA, Ana M. T. B (Org.). Burnout: quando o trabalho ameaça o bem-estar do trabalhador. 3. ed.– São Paulo: Casa do Psicólogo. 2002.

BIANCHI, Estela R. F. Conceito de Stress: evolução histórica. Nursing, v. 4, n. 39, p. 16-19. 2001.

BONEZ, Aline; DAL MORO, Elisamara; SEHNEM, Scheila Beatriz. Saúde mental de agentes penitenciários de um presídio. Psicol. Argum., Curitiba, v. 31, n. 74, p. 507-517, jul./set. 2013.

CAMELO, S. H. H; ANGERAMI, Emília L. S. Riscos psicossociais no Trabalho que podem levar ao estresse: uma análise da literatura. Revista Ciência, Cuidado e Saúde, v. 7, n. 2, p. 232-240, abr./jun. 2008.

CARVALHO, C. G.; MAGALHÃES, S. R. Síndrome de Burnout e suas consequências nos profissionais de enfermagem. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 9, n. 1, p. 200-210, jan./jul. 2011.

CHUEKE, G. V.; AMATUCCI, M. O que é bibliometria? Uma introdução ao Fórum. Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, v.10, n. 2, p. 1-5, São Paulo, maio/ago. 2015.

FARO, André; PEREIRA, Marcos E. Medidas do estresse: uma revisão narrativa. Psicologia, Saúde & Doenças, v. 14, n. 1, p. 101-124. 2013.

FERRAZ, Flávio C; FRANCISCO, Fernando R.; OLIVEIRA, Celso S. Estresse no ambiente de trabalho. Archives of Health Investigation, v. 3, n. 5, p. 1-8. 2014.

GARBARINO, Sergio; CHIORRI, Carlo; MAGNAVITA, Nicola. Personality traits of the Five-Factor Model are associated with work-related stress in special force police officers. International Archives of Occupational and Environmental Health, v. 87, n. 3, p. 295-306. 2014.

GIL-MONTE, Pedro R. El síndrome de quemarse por el trabajo (Burnout): una enfermedad laboral en la sociedad del bienestar. Madrid: Pirámide. 2005.

GIL-MONTE, Pedro R.; CARLOTTO, Mary S.; CÂMARA, Sheila G. Validação da versão brasileira do “Cuestionario para la Evaluación del Síndrome de Quemarse por el Trabajo” em professores. Revista Saúde Pública, v. 44, n. 1, p.140-7. 2010.

KAUR, Ravneet; CHODAGIRI, Vamsi K.; REDDI, Narasimha K. A Psychological Study of Stress, Personality and Coping in Police Personnel. Indian Journal of Psychological Medicine, v. 35, n. 2, p. 141–147. 2013.

LEITE FILHO, G. A. Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 12, n. 2, p. 533-554, abr./jun. 2008.

LEITER, Michael P.; BAKKER, Arnold B.; MASLACH, Cristina. Burnout at work. New York: Taylor & Francis. 2014.

LINDBLOM, Karin M. et al. Burnout in the working population: Relations to psychosocial work factors. International Journal of Behavioral Medicine, v. 13, n. 1, p. 51-59. 2006.

LIPP, Marild E. N. O Stress está dentro de você. 2. ed. São Paulo: Contexto. 2000.

MACHADO JUNIOR, Celso et al. As Leis da Bibliometria em Diferentes Bases de Dados Científicos. Revista de Ciências da Administração, v. 18, n. 44, p. 111-123. 2016.

MASLACH Cristina. Job Burnout: new directions in research and intervention. Current Directions in Psychological Science, v. 12, n. 5, p. 189-92. 2003.

MASLACH Cristina; JACKSON, Susan E. The measurement of experienced Burnout. Journal of Occupational Behaviour, v. 2, p. 99-113. 1981.

MASLACH, Cristina; SCHAUFELLI, Wilmar B.; LEITER, Michael P. Job Burnout. Annual Review of Psychology. v. 52, n. 1, p. 397-422. 2001.

MONTEIRO, J. K.; DALAGASPERINA, P.; QUADROS, M. O. Professores no limite: o estresse no trabalho do ensino privado no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Carta editora. 2012.

NEDERHOF, A. J. Bibliometric monitoring of research performance in the social sciences and the humanities: A review. Scientometrics, v. 66, n. 1, p. 81-100. 2006.

NEVES, V. F.; OLIVEIRA, Á. F.; ALVES, P. C. Síndrome de Burnout: Impacto da Satisfação no Trabalho e da Percepção de Suporte Organizacional. Psico, Porto Alegre, PUCRS, v. 45, n. 1, p. 45-54, jan.-mar. 2014.

PAIVA, Kely C. M. et al. Estresse Ocupacional e Burnout de jovens trabalhadores. In Anais…Rio de Janeiro: XXXVII EnANPAD, p. 1-16. 2013.

PELLEGRINI, B. M. de.; BOER, N. O Sentido do Trabalho: A Visão Humanista e a Aposentadoria. Saber Humano, v. 4, n. 5. 2014.

PRITCHARD, A. Statistical bibliography or bibliometrics? Journal of Documentation, v. 25, n. 4, p. 348-349, dec. 1969.

QUEVEDO-SILVA, Filipe et al. Estudo bibliométrico: orientações sobre sua aplicação. Revista Brasileira de Marketing – ReMark, v. 15, n. 2. 2016.

RUDOW, Bernd. Stress and Burnout in the teaching profession: european studies, issues, and research perspectives. Cambridge: Cambridge University Press. 1999.

SANTOS, Alvaro S.; CUBAS, Marcia R. Saúde coletiva: linhas de cuidado e consulta em enfermagem. Rio de Janeiro: Elsevier. 2012.

SILVA, Márcia R. Análise bibliométrica da produção científica docente do programa de pós-graduação em educação especial/UFSCar: 1998-2003. Dissertação (Mestrado em Educação Especial). Universidade Federal de São Carlos. 2004.

SONNENTAG, Sabine; BAYER, Ute-Vera. Switching off mentally: Predictors and consequences of psychological detachment from work during off-job time. Journal of Occupational Health Psychology, v. 10, p. 393-414. 2005.

TAMAYO, Alvaro. Impacto dos Valores da Organização sobre o Estresse Ocupacional. Revista de Administração Contemporânea, v. 1, n. 2, p. 20-33. 2007.

WALVEKAR, Snjeev S; AMBEKAR, Jeevan G.; DEVARANAVADAGI, Basavaraj B. Study on Serum Cortisol and Perceived Stress Scale in the Police Constables. Journal of Clinical and Diagnostic Research, v. 9, n. 2, p. 10-14. 2015.

ZANELLI, José C. ANDRADE, Jairo E. B.; BASTOS, Antônio V. B. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. 2. ed. Dados eletrônicos. Porto Alegre: Artmed. 2014.




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2017v7n10.212

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.