SÍNDROME DE BURNOUT E ENGAJAMENTO NO TRABALHO: UM ESTUDO A PARTIR DE TRABALHADORES DO COMÉRCIO

LUISA GRÜNDLING DA CUNHA, Adriane Fabricio, Felipe Cavalheiro zaluski

Resumo


Este estudo objetivou identificar possíveis relações entre as dimensões da Síndrome de Burnout(exaustão emocional, despersonalização e a baixa realização profissional) e do Engajamento no Trabalho (vigor, dedicação e absorção)em funcionários do comércio da cidade de Ijuí, localizada no Estado do Rio Grande do Sul. Para tanto, utilizou para mensuração da síndrome de burnouto instrumento MBI-GS dos autores Maslach e Jackson (1986) e para engajamento no trabalho o UWES dos autores Schaufeli e Bakker (2003), com uma abordagem qualitativa e quantitativa, objetivo descritivo e explicativo. Foram utilizados como procedimentos técnicos o bibliográfico, o levantamento e a pesquisa de campo. Quanto ao engajamento à amostra apresentou indicativo de estar engajada. Na amostra foram encontradas incidências de 80,14% de Vigor, 78,45% de Dedicação e 78,32% de Absorção.

Palavras-chave


Síndrome de Burnout; Engajamento no Trabalho; Setor de Comércio.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKKER, Arnold B.; DEMEROUTI, Evangelia; SCHAUFELLI, Wilmar B; XANTHOPOULOU, Despoina. Reciprocal relationships between job resources, personal resources, and work engagement. 2008. 10 f. Artigo. Jornal of Vocational Behavior. Elsevier: Amsterdã, 2008.

DEJOURS C. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. 5ª ed. São Paulo: Cortez, 1992.

DEJOURS, C. Subjetividade, trabalho e ação. Revista Produção, v. 14, n. 3, 27-34, 2004.

FREUDENBERGER, Herbert J. Staff Burn Out. The Society for the Psychological Study of Social Issues. 1974

HALABI, Emanuela Novello. Editora Alto Astral. Síndrome de Burnout: algumas profissões que estão no grupo de risco. 2017. Disponível em: https://www.altoastral.com.br/sindrome-burnout-profissoes-risco/. Acesso em: 9 de julho de 2019.

KAHN, W. A. Psychological conditions of personal engagement and disengagement at work. Academy of Management Journal, v. 33, n. 4, 692-724, 1990.

MASLACH, C.; JACKSON, S. E. Maslach Burnout Inventory (2nd ed.). Palo Alto, CA: Consulting Psychologist Press, 1986.

MASLACH, C.; SCHAUFELI, W. B. Historical and conceptual development of burnout. In W. B. Schaufeli, C. Maslach, & T. Marek (Eds.), Series in applied psychology: Social issues and questions. Professional burnout: Recent developments in theory and research (pp. 1-16). Philadelphia, PA, US: Taylor & Francis, 1993.

MASLACH, C. Burnout: A Multidimensional Perspective. In: Schaufeli, W.B.; Maslach, C. & Marek,t. (Eds.), Professional burnout: recent developments in theory and research (pp.19-32). New York: Taylor & Francis, 1993.

______. Maslach Burnout Inventory, Manual. University of California, Consulting Psychologists. Palo Alto, 1999.

MASLACH, C.; LEITER, M.P. Trabalho: fonte de prazer ou desgaste. Papirus, Campinas, 1997.

MASLACH, C.; SCHAUFELI, W. B.; LEITER, M. P. Job burnout. Annual Review Psychology, v. 52, n. 1, 397-422, 2001.

SCHAUFELI, W. B.; BAKKER, A. B. ‘Werk en welbevinden: Naar een positieve benadering in de Arbeids-en Gezondheidspsychologie’ [Work and well-being: Towards a positive Occupational Health Psychology] Gedrag & Organisatie, pp. 229–253, 2001.

SCHAUFELI, W. B.; SALANOVA, M.; GONZALEZ-ROMÁ, V.; BAKKER, A. B. The measurement of engagement and burnout: a two sample confirmatory factor analytic approach. Journal of Happiness Studies, v.3, p.71-92, 2002.

SCHAUFELI, Wilmar; BAKKER, Arnold. UWES- Utrecht Work Engagement Scale Preliminary Manual.Occupational. Health Psychology Unit Utrecht University, 2003. Adaptado e traduzido por: ANGST, Rosana, BENEVIDES-PEREIRA, Ana Maria T., PORTO-MARTINS, Paulo C. Escala de Engagement do Trabalho de Utrecht, 2009.

SELIGMAN, M. Positive psychology, positive prevention, and positive therapy. In C. R. Snyder, & S. J. Lopez (Eds.), Handbook of positive psychology (pp. 3-9). New York: Oxford University Press, 2002.

TRIGO, T. R.; TENG, C. T.; HALLAK, J. E. C. Síndrome de burnout ou estafa profissional e os transtornos psiquiátricos. Rev. Psiq. Clín., v. 34, n. 5, p. 223-233, 2007.




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2020v10n16.403

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.