Aprendizagem técnica e o desenvolvimento da forma mentis dos alunos de administração para uma formação profissional fundamentada em valores humanistas:um estudo introdutório

Karine Cristina Scherer, Patrícia Wazlawick

Resumo


O presente trabalho investiga a aprendizagem técnica e o desenvolvimento da Forma Mentis, dos alunos de Administração visando a atuação profissional fundamentada em valores humanistas. Para isso, foi feita inicialmente, uma pesquisa bibliográfica com autores no âmbito do Humanismo e da Cultura Humanista. Quanto aos aspectos metodológicos, o trabalho se dá por meio de pesquisa qualitativa exploratória, foram aplicados questionários e redigidos relatos pessoais nos 19 alunos do 6º semestre do Curso de Administração de uma faculdade privada localizado em município de pequeno porte do Rio Grande do Sul, esses dados coletados foram analisados utilizando a técnica de análise de conteúdo. Após analisado os resultados encontrados, pode-se chegar à conclusão de que através dos dados obtidos é possível identificar a evolução do aprendizado dos alunos, levando em consideração os resultados dos testes Forma Mentis, dos relatos descritivos dos alunos e evidenciado através do crescimento da média dos alunos, comprovado no percentual de crescimento das análises apresentadas.


Palavras-chave


acadêmicos de Administração; Humanismo; aprendizagem técnica.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

BEUREN. Ilse M. Como elaboras Trabalhos Monográficos em Contabilidade: Teoria e Prática. São Paulo. Editora Atlas, 2003.

BUSS, Ricardo Niehues; REINERT, José Nilson. O Humanismo na Formação do Administrador: caso UFSC. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/aval/v14n1/a11v14n1.pdf.> Acesso em: 20 out. 2017

CORDENONSI, André Zank; GOEBEL, Manoelisa. Proposta de autômato finito determinístico para a glosa português-libras. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 12.ed., 2001. Vitória (ES). Anais eletrônicos... Vitória (ES): UFES, 2001. Disponível em: Acesso em: 21 set. 2017.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GIL,A.C . Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

MENCARELLI, C. Test “Forma Mentis” as na E cient Tool for Selection and Recruitment . Tese de Conclusão de Curso, Especialização em Psicologia, com abordagem em Ontopsicologia, Faculdade de Psicologia, Cátedra de Ontopsicologia, da Universidade Estatal de São Petersburgo, Rússia, 2005.

MENEGHETTI, A. Cinelogia “Educação” (conferência em vídeo). Recanto Maestro: 2011a. Acervo Audiovisual Fundação Antonio Meneghetti. Acesso em 07 out 2017.

MENEGHETTI, A. Dicionário de Ontopsicologia. 2. ed. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editrice, 2008.

MENEGHETTI, A. A feminilidade como sexo, poder, graça. 5. ed. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editora Universitária, 2013a.

MENEGHETTI, A. Projeto Homem. 2. ed. Florianópolis: Ontopsicológica Editrice, 1999.

MENEGHETTI, A. Pedagogia Ontopsicológica. 2. ed. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editrice, 2005b.

MENEGHETTI, A. Residence Ontopsicológico. 3. ed. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editrice, 2005d.

MENEGHETTI, A. Manual de Ontopsicologia. 4. ed. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editora Universitária, 2010b.

MENEGHETTI, A. Os jovens e a ética ôntica. Recanto Maestro: Ontopsicológica Editora Universitária, 2013b.

MICHAELIS: moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1998-(Dicionários Michaelis). 2259p

RODRIGUES, Willian C., Metodologia Científica. Disponível em: http://www.ebras.bio.br/autor/aulas/metodologia_cientifica.pdf. Acesso em: 26 jun 2017.

SARTOR, V.V.D.B. Humanismo e dos compromissos intergeracionais. Repensando as Organizações: da formação à participação. Florianópolis: Imprensa Universitária da UFSC, 1981.

SELLTIZ, C.; WRIGHTSMAN, L. S.; COOK, S. W. Métodos de pesquisa das relações sociais. São Paulo: Herder, 1965.

SCHAEFER, R. et al. (Orgs.). Identidade Jovem: a formação humanista de jovens como garantia de sustentabilidade, identidade e protagonismo civil. PRONAC no 098244/Associação Brasileira de Ontopsicologia. Recanto Maestro: Associação Brasileira de Ontopsicologia, 2011.

SCHAEFER, R. Formação integral para o protagonismo responsável: as dimensões da formação do jovem no Recanto Maestro. Disponível em: Acesso em: 21 jun 2017’.

WAZLAWICK, P. Para engendrar a técnica de personalidade: resultados da pedagogia ontopsicológica aplicada na formação pessoal e profissional de jovens no ensino superior universitário. 2014. Monografia: Especialização em Gestão do Conhecimento e o Paradigma Ontopsicológico – Antonio Meneghetti Faculdade, Recanto Maestro, 2014.

WAZLAWICK, P. Dinâmica do desenvolvimento da personalidade no processo de aprendizagem: o exemplo da Faculdade Antonio Meneghetti. 2014. Monografia: Especialização em Gestão do Conhecimento e o Paradigma Ontopsicológico – Antonio Meneghetti Faculdade, Recanto Maestro, 2014.

WAZLAWICK, P. Ambiente formativo do Centro Internacional de Arte e Cultura Humanista Recanto Maestro. Disponível em: < https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/article/view/169 Acesso em: 21 out 2017’




DOI: https://doi.org/10.18815/sh.2018v8n12.300

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Saber Humano: Revista Científica da Faculdade Antonio Meneghetti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Saber Humano, ISSN-E 2446-6298, Restinga Sêca-RS, Brasil.

Licença Creative Commons
Saber Humano de https://saberhumano.emnuvens.com.br/sh/index está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.